terça-feira, dezembro 29, 2009

new smile, new life 88 . O Cocheiro

"Não vás onde o caminho te possa levar, em vez disso vai por onde haja caminho e deixe um trilho." Ralph Waldo Emerson
O Cocheiro

Era uma vez um cocheiro que conduzia uma carroça cheia de abóboras. A cada solavanco da carroça, ele olhava para trás e via que as abóboras estavam todas desarrumadas. Então ele parava, descia e colocava-as novamente no lugar. Mal reiniciava sua viagem, lá vinha outro solavanco e... tudo se desarrumava de novo.

Ele começou então a ficar desanimado e pensou: "jamais vou conseguir terminar a minha viagem! É impossível conduzir nesta estrada de terra, mantendo as abóboras arrumadas!". Enquanto estava parado a pensar, passou à sua frente uma outra carroça cheia de abóboras e ele observou que o cocheiro seguia em frente e nem olhava para trás: as abóboras que estavam desarrumadas pareciam organizar-se sozinhas no próximo solavanco.

Foi quando ele compreendeu que, se colocasse a carroça em movimento na direcção do local onde queria chegar, os próprios solavancos da carroça fariam com que as abóboras se acomodassem nos seus devidos lugares.

my advice for a new life

Parar ou Agir

Assim também é a nossa vida: quando paramos demasiado tempo para olhar os problemas, perdemos esse tempo e distanciamo-nos dos nossos objectivos ou das nossas metas.

No ano que se aproxima define os teus objectivos e as tuas metas, e ao invés de te focares nos desafios que possam surgir no teu caminho, opta por manter o focus no teu objectivo.

Pára apenas o necessário para agires...

Dos desafios retira apenas os ensinamentos e deixa que as "abóboras" tomem o seu lugar.

Tem um 2010 repleto de desafios ultrapassados... e lembra-te de SORRIR!

terça-feira, dezembro 22, 2009

new smile, new life 87 . O Melhor Presente...

"O milagre é este – quanto mais partilhas, mais tens." Leonard Nimoy
O melhor presente para te dares a ti e aos outros por Jim Rohn (1930-2009)

Frequentemente perguntam-me: "Como posso ajudar ainda mais os meus filhos, cônjuge, membro da família, membro da equipa, amigo, etc., a melhorar / mudar?" Na verdade, essa poderia ser a pergunta que recebo com mais frequência, "Como posso ajudar alguém a mudar?"

A minha resposta muitas vezes é recebida como uma surpresa, e aqui está. A chave para ajudar os outros é ajudares-te a ti primeiro. Por outras palavras, a melhor contribuição que posso dar a alguém é o meu próprio desenvolvimento pessoal. Se eu me tornar 10 vezes mais sábio, 10 vezes mais forte, pensa no resultado que vai ter na minha aventura como pai... como avô... como colega de trabalho.

O melhor presente que te posso dar, realmente, é o meu contínuo desenvolvimento pessoal. Cada vez melhor, cada vez mais forte, tornando-me mais sábio. Na minha opinião os pais deveriam escolher essa filosofia de vida. Se os pais estiverem bem, os filhos têm uma excelente oportunidade de estarem bem. Trabalhar no desenvolvimento pessoal, como pais, é o melhor presente que um Pai ou uma Mãe pode dar aos seus filhos.

Se alguma vez tiveste sentado num avião, então deves ter notado nos compartimentos de oxigénio localizados por cima de cada assento. Há instruções explícitas que dizem: "No caso de uma emergência, primeiro garantir a colocação da sua própria máscara de oxigénio e, em seguida, se tiver filhos coloque-lhe as suas máscaras." Cuida de ti primeiro... em seguida, ajuda os teus filhos. Se usares a mesma filosofia durante toda a tua vida, será o presente mais valioso que poderás dar aos teus filhos.

Se eu aprender a criar felicidade para mim, os meus filhos vão ter uma excelente oportunidade para serem eles também felizes. Se eu criar um estilo de vida único para mim e para a minha esposa, isso será um grande exemplo para servir os meus filhos.

Auto-desenvolvimento permite-te servir, para seres um bem mais valioso para aqueles ao teu redor, para os teus filhos... a tua empresa... o teu colega... a tua comunidade... a tua igreja.

É por isso que eu ensino o desenvolvimento de competências. Se continuares a refinar todas as partes do teu personagem (tu, a tua saúde, etc.), para que te tornes uma pessoa atraente para o mercado, vais atrair oportunidade. A oportunidade vai começar a procurar-te. A tua reputação vai começar a preceder-te e as pessoas vão querer fazer negócios contigo. Toda essa possibilidade é criada por trabalhares sobre a filosofia de que o sucesso é algo que se atrai continuamente ao trabalhares no teu próprio desenvolvimento pessoal.

my advice for a new life

Passo a Passo

Todas as grandes construções, todas as grandes conquistas começam por uma decisão…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- que pequena decisão podes tomar hoje para o teu desenvolvimento pessoal?
- que compromisso podes assumir hoje para o teu desenvolvimento pessoal?
- quem te pode suportar nessa decisão e nesse compromisso?
- quem vais influenciar positivamente com essa decisão e com esse compromisso?

terça-feira, dezembro 15, 2009

new smile, new life 86 . Guerreiros da Luz

"Deixa os outros levar vidas pequenas, mas não tu. Deixa os outros discutir sobre coisas pequenas, mas não tu. Deixa os outros chorar por pequenas feridas, mas não tu. Deixe os outros colocar o seu futuro nas mãos de outra pessoa, mas não tu." Jim Rohn

Os guerreiros da luz mantêm o brilho nos olhos.

Estão no mundo, fazem parte da vida de outras pessoas e começaram a sua jornada sem alforge e sem sandálias. Muitas vezes são covardes. Nem sempre agem correctamente.

Sofrem por coisas inúteis, têm atitudes mesquinhas, e, às vezes julgam-se incapazes de crescer. Frequentemente, acreditam-se indignos de qualquer bênção ou milagre.

Nem sempre tem a certeza do que estão a fazer aqui. Muitas vezes passam noites em claro, achando que as suas vidas não têm sentido.

Por isso são guerreiros da luz. Porque erram. Porque se interrogam. Porque procuraram uma razão – e com certeza vão encontrá-la.”

in "Manual do Guerreiro da Luz", Paulo Coelho

my advice for a new life

Manter o Rumo

Os problemas, ou como prefiro apelidar-lhes, os desafios, surgem na tua VIDA não para te impedirem de alcançares os teus objectivos e concretizares os teus sonhos, mas sim com o propósito de testar o quanto estás determinado em alcançá-los e realizá-los.

Quantas vezes não te já aconteceu tomares uma decisão e logo a seguir vir a VIDA e colocar no teu caminho tudo para contrariar a tua decisão?

É a tua atitude que vai fazer toda a diferença. A forma determinada com que abraçares os teus desafios e os ultrapassares, é que vai fazer de ti, uma vítima ou um Vencedor!

Lembra-te que o maior problema é pensarmos que não deveríamos ter problemas…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- de que forma posso utilizar este desafio a meu favor?
- o que posso aprender com este desafio?
- quem serei eu quando o ultrapassar?
- o que vou ser para aqueles que me são importantes?

terça-feira, dezembro 08, 2009

new smile, new life 85 . O trilho do Bezerro

"Há sempre duas escolhas. Dois caminhos a tomar. Um deles é fácil. E a sua única recompensa é fácil." Harry S. Truman
O trilho do Bezerro

Certo dia, um bezerro precisou de atravessar uma floresta virgem para voltar ao seu local de pastagem. Sendo um animal irracional, abriu um trilho tortuoso... cheio de curvas... que subia e descia colinas. No dia seguinte, um cão que passava por ali usou esse mesmo trilho torto para atravessar a floresta. Depois foi a vez de um carneiro, líder de um rebanho, que fez seus companheiros seguirem pelo trilho torto.

Mais tarde, os homens começaram a usar esse caminho: entravam e saíam, viravam a direita, à esquerda, abaixando-se, desviando-se de obstáculos. Reclamavam e praguejavam, até com um pouco de razão... mas não faziam nada para mudar o trilho.
Depois de tanto uso, este acabou por ser uma pequena estrada onde os pobres animais se cansavam sob cargas pesadas, sendo obrigados a percorrer em três horas uma distância que poderia ser vencida em, no máximo, uma hora, caso o trilho não tivesse sido aberto por um bezerro.

Muitos anos passaram e a pequena estrada tornou-se a rua principal de uma vila e, posteriormente, a avenida principal de uma cidade.
Logo, a avenida se transformou no centro de uma grande metrópole, e por ela passaram a transitar diariamente milhares de pessoas, seguindo o mesmo trilho torto feito pelo bezerro centenas de anos antes…

my advice for a new life

Escolhe o TEU Caminho

Por vezes tendemos a seguir como cegos pelos trilhos de bezerros das nossas mentes, e esforçamo-nos de sol a sol para repetir o que os outros já fizeram. Contudo, a velha e sábia floresta ri daqueles que percorrem aquele trilho, como sendo um caminho único... sem se atreverem a mudá-lo. Só porque parece evidente e inevitável usá-lo.

Somos o que escolhemos. Cabe-nos agir de acordo com as nossas escolhas de nada serve nos queixarmos de algo e continuar a fazer o mesmo. Como dizia Einstein: "Insanidade é repetir as mesmas ações e esperar resultados diferentes."

A propósito, já escolheste o teu caminho, ou vais seguir o trilho do bezerro?

domingo, dezembro 06, 2009

O Desaparecimento de Uma Lenda


No site http://tribute.jimrohn.com/

"É com grande tristeza que partilhamos que Jim Rohn, nosso mentor e amigo, nos deixou a 5 de dezembro de 2009 para um lugar melhor.

Nos últimos 18 meses, na sua batalha com a Fibrose Pulmonar, Jim assegurou-nos com um sorriso de que tudo está bem, que iria lutar até ao último suspiro, ainda que sem receio quanto ao que se seguiria. A fé de Jim era tanto parte de sua vida como o seu desejo de inspirar e nos desafiar-nos a todos para ser o melhor que poderíamos ser e de viver os nossos sonhos.

A coragem de Jim nos últimos meses e dias foi um testamanto à sua mensagem de que todos devemos combater o bom combate. Ele nunca desistiu e nunca cedeu.

Jim Rohn tocou milhões de vidas ao longo dos últimos 46 anos através de seus seminários, livros, artigos e CDs. Ele ficava sempre bastante tempo após o final do evento para dar apertos d mão, tirar fotografias e dar autógrafos. Ele adorava fazer a diferença na vida das pessoas, essa foi sua paixão e inspiração. No entanto, ele também era um homem recatado que manteve um pequeno, leal e solidário círculo interior. Ele era um amigo tremendo para aqueles que o conheciam."

(...)

terça-feira, dezembro 01, 2009

new smile, new life 84 . Intenção e Confiança

"Acredita que pode ser feito. Quando acreditas que algo pode ser feito, quando acreditas realmente, a tua mente vai encontrar os caminhos para o fazer. Acreditando na solução abre caminho para a solução." David Joseph Schwartz
Intenção e Confiança

Um homem sentado no passeio tinha uma placa que dizia assim:
"Observem como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem-humorado."
Alguns transeuntes olhavam-no intrigados, outros achavam-no doido e outros até lhe davam dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e verificava que a cada dia a quantia era maior.
Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:
- O senhor é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da minha empresa?
- Porque não, só tenho a ganhar! - respondeu o mendigo.
Após um bom banho e com roupas novas, foi levado para a empresa.
Desde aí a sua vida foi uma sequência de sucessos até numa determinada altura se tornou um dos sócios maioritários.
Numa entrevista à imprensa, ele esclareceu como conseguira sair das ruas para tão alto cargo.
Contou ele:
- Bem, houve uma época em que eu costumava me sentar nos passeios com uma placa ao lado, que dizia:
"Sou um zero à esquerda! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um fracasso como homem e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego! Mal consigo sobreviver!"
As coisas iam de mal a pior quando, numa certa noite, achei um livro e nele atentei para um parte que dizia:
"Tudo o que falas a teu respeito vai-se reforçando. Por pior que esteja a tua vida, diz que tudo vai bem. Por mais que não gostes da tua aparência, afirma-te bonito. Por mais pobre que sejas, diz a ti mesmo e aos outros que és próspero."
- Aquilo tocou-me profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para:

"Observem como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem-humorado."

- E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida trouxe-me a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o Poder das Palavras. O Universo vai apoiar tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso vais acabar por se manifestar na nossa vida como realidade. Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que os nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois o Universo reforça-as. Ele materializa na nossa vida todas as nossas crenças.
Uma repórter, ironicamente, o questionou:
O senhor está a querer dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida?
Respondeu o homem, cheio de bom humor:
- Claro que não, minha ingénua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas!

my advice for a new life

Acreditar

Esta semana verifica o que, e em que, estás a acreditar…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que estou hoje a acreditar HOJE e que me não me está a trazer benefícios para a minha VIDA?
- o que já perdi por manter essas convicções, essas crenças?
- o que posso acreditar já HOJE que me vai trazer ainda mais benefícios para a minha VIDA?
- o que vou ganhar por manter estas novas convicções, estas novas crenças?
Livro do Mês:


Manual do Guerreiro da Luz
Paulo Coelho
Editora Presença


Espiritualidades

«O que é um guerreiro da luz?
É aquele que é capaz de entender o milagre da vida, lutar até ao fim por algo em que acredita, e – então – escutar os sinos que o mar faz tocar no seu leito.(...) Todos são capazes disto. E ninguém se julga guerreiro da luz, embora todos o sejam.»
O Autor apresenta textos breves sobre a sagrada luta que todos nós travamos nas nossas jornadas. Ele fala-nos de conquistas e derrotas, escolha e destino, paixão e esperança, gratidão e amizade, passageiro e definitivo, entre muitos outros temas essenciais da arte de viver.

terça-feira, novembro 24, 2009

new smile, new life 83 . O Elefante no Circo

"Um líder tem a visão e convicção de que um sonho pode ser alcançado. Ele inspira a força e a energia para o fazer." Ralph Nader
O Elefante no Circo

Durante o espectáculo, o enorme animal faz demonstrações de força descomunais. Mas, antes de entrar em cena, permanece preso, quieto, contido somente por uma corrente que aprisiona uma de suas patas a uma pequena estaca cravada no solo.

A estaca é só um pequeno pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, parece óbvio que ele, capaz de derrubar uma árvore com sua própria força, poderia, com facilidade, arrancá-la do solo e fugir.

Que mistério! Por que é que o elefante não foge?

Há alguns anos descobri que, por sorte minha, alguém havia sido bastante sábio para encontrar a resposta: o elefante do circo não escapa porque foi preso à estaca ainda muito pequeno. Fechei os olhos e imaginei o pequeno recém-nascido preso: naquele momento, o elefantezinho puxou, forçou, tentou soltar-se. E, apesar de todo o esforço, não pôde sair. A estaca era muito pesada para ele. E o pequeno elefante tentava, tentava e nada. Até que um dia, cansado, aceitou o seu destino: ficar amarrado na estaca, balançando o corpo de lá para cá, eternamente, esperando a hora de entrar no espectáculo e demonstrar a sua força.

Então, aquele elefante enorme não se solta porque acredita que não pode. Para que ele consiga quebrar os grilhões é necessário que ocorra algo fora do comum, como um incêndio por exemplo.
O medo do fogo faria no entanto com que o elefante em desespero quebrasse num acto a corrente e fugisse.

my advice for a new life

Testa a tua Corrente...

...não espere pelo seu incêndio.

Da mesma forma que este nosso pequeno elefante vive uma vida literalmente agarrado a uma convicção assim também nós humanos por vezes vivemos limitados por convicções conscientes e inconscientes.

Estas convicções podem ter sido ou criadas por nós ou impostas por outros... muitas vezes por quem nos mais ama e ou amou.

O nosso dever é colocarmo-nos em causa. Entendermos que aquilo que somos hoje é fruto das nossas escolhas de hoje e não do passado.

Nunca é tarde demais para se ser o que já poderíamos sido...

Liberta o teu potencial!

Esta semana questiona-te:

- O que me limita hoje?
- Para que me serviu ter até hoje esta convicção limitadora?
- O que já perdi por ter esta convicção ainda hoje?
- Que nova e potenciadora convicção posso escolher acreditar agora?
- O que vou ganhar ainda mais ao adoptar esta convicção?

terça-feira, novembro 17, 2009

new smile, new life 82 . O seu Cavalo pode Voar!

"Não podemos resolver os problemas usando o mesmo tipo de pensamento que usamos quando os criamos." Albert Einstein
O seu Cavalo pode Voar!

Um poderoso rei condenou um humilde súbdito à morte. O homem, prestes a ser executado, propôs e teve a concordância do rei, permiti-lo ensinar o cavalo real a voar. Caso não conseguisse, no prazo de um ano, então sua sentença seria cumprida.

Por que adiar o inevitável? Perguntou-lhe um amigo. Não é inevitável, ele respondeu: as hipóteses são quatro a um a meu favor.
Dentro de um ano: o rei pode perder o trono; eu posso fugir; o cavalo pode fugir e eu posso ensinar o cavalo a voar.

my advice for a new life

VOAR...

Nada acontece por acaso, assim como todos os problemas, aliás desafios, e obstáculos que surgem na nossa vida.

Como dizia Randy Pausch "As paredes de tijolos não estão lá para nos afastar. As paredes de tijolo estão lá para nos dar a oportunidade de mostrarmos a nós próprios o quanto nós queremos algo..."

Por isso usa os desafios a teu favor; muda, torna-te melhor e mais forte.

Foca-te sempre na solução e não no problema.

Algumas perguntas que te podem ajudar nisso são:

- De que forma me pode este problema ajudar?
- Que recursos já tenho que me podem ajudar?
- Quem vou ser ainda mais depois de ultrapassado este desafio?

terça-feira, novembro 10, 2009

new smile, new life 81 . A Grande Cicatriz

"Na nossa essência, a única dor real que conhecemos é a dor que vem de negar o amor. Nós não precisamos de ter amor, precisamos de dar para nos sentirmos vivos." Tony Robbins

Fala-lhes da grande cicatriz. Aquela cicatriz gigantesca que cada ser humano traz dentro do peito, que contém a amálgama de todos os seus medos. De todos os receios e dúvidas. Na grande cicatriz mora um mago, com experiências mortais e místicas, que vai alquimizando a dor, transformando-a numa experiência feliz e enriquecedora.

Na grande cicatriz mora o profundo, mora o que de mais longínquo temos de curar. A grande cicatriz é o que não te deixa ver mais longe, o que te oprime e instrui, o que te restringe e amplia, onde mora o retrocesso e o avanço, onde mora o dual.

Vai à grande cicatriz. Tem essa coragem. Vai à fonte de todas as incertezas, ao domínio de todo o caos emocional e senta-te lá. Vive. Sente. É aí que está a ferida, é aí que está a cura. É aí que está a tua capacidade de te reinventares todos os dias, e de cada dia de manhã saíres de casa com a sensação de que podes ganhar o mundo.

É na grande cicatriz que mora o medo, que mora o escuro, que mora o medo do escuro. É nesse buraco pérfido que mora a raiz de toda a perfeição. E só no momento em que venceres a estagnação e encarares o trauma de abrir essa cicatriz, de um tempo que não volta mais e é mais presente do que nunca, só no dia em que a ferida for de novo aberta, é que todos os pecados serão perdoados, todos os jogos serão permitidos, porque o ser humano foi ao mais profundo de si próprio pôr-se em causa e não teve medo da sua própria rejeição. O ser humano, ao encarar a dor, perdoa-se e sobe."

texto adaptado de “A Alma Iluminada”, Alexandra Solnado

my advice for a new life

Utilizar a DOR

Lembro-me de há alguns anos ter retido uma frase de um filme protagonizado pelo malogrado Patrick Swayze. Essa frase era: “a dor não dói”.

De facto a dor se reutilizada tem um efeito catalisador. O estado de apatia em que te colocas tem a ver com o significado atribuído por ti à causa dessa dor e acima de tudo pelo medo. O medo congela-te e leva-te a permaneceres numa posição estática que chegas a confundi-la com estabilidade.

A dor tem como objectivo levar-te à acção, se tomares acção a dor diminui e o medo desaparece, levando-te a desempenhos e estados de performance que sem essa dor não era possível.

Quantos líderes já ouviste dizer que se não tivesse sido aquele “evento” não estariam onde estão hoje? Esse “evento” por norma teve ligado a um estado de dor extrema! Foi essa dor que os fez definir um novo rumo, um novo objectivo, uma nova meta a alcançar que os trouxe até ao estado actual.

Esta semana utiliza a dor, define UM objectivo altamente motivador e utiliza-o não como um fim a alcançar, MAS como um meio de te tornares na pessoa que tens que te tornar para o alcançares!

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que já perdi até hoje por não reagir à dor que atribuo a …?
- quem já perdi até hoje por não reagir à dor que atribuo a …?
- o que e quem vou perder ainda mais se não agir?
- que pequena acção posso tomar já hoje?

terça-feira, novembro 03, 2009

new smile, new life 80 . No passado…

"Não existe amor sem perdão, e não há perdão sem amor." H. Bryant McGill


No passado, eu vivi ensombrado pela culpa.
Eu sentia que estava sempre errado.
Eu não fazia as coisas bem.
Eu estava sempre a pedir desculpa.
Eu não me perdoava por coisas que tinha feito.
Eu manipulava os outros, tal como me tinham manipulado a mim.
Mas agora sei que a culpa não resolve nada.
Se no passado eu fiz algo de que me arrependo, eu hoje simplesmente deixo de o fazer!
Se puder, dou satisfações à pessoa que ofendi.
Se não puder, simplesmente não volto a repetir o comportamento.
Eu sei que a culpa atrai o castigo e que o castigo cria dor.
Assim, eu perdoo-me e perdoo os outros. Eu saio da prisão que construí para mim mesmo.

Louise L. Hay

my advice for a new life

Perdoar

Perdoar passa por aceitar, aceitar que fazes SEMPRE o melhor que sabes com os recursos que tens ao teu dispor.

Quando não perdoas alguém, é porque não ainda não te perdoaste a ti próprio. A culpa está sempre ligada com o passado e por mais vontade que possas ter não o podes alterar.

A escolha é tua: investires recursos e tempo em algo que não podes alterar ou aceitares e aprenderes com o passado… o que escolhes?

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que posso ganhar HOJE se me perdoar pelos “erros” do passado?
- o que posso aprender com esses “erros”?
- quem vou poder ajudar com os ensinamentos desses “erros”?

domingo, novembro 01, 2009

Livro do Mês:


A Cabana
WM. Paul Young
Porto Editora


Espiritualidades

E se Deus marcasse um encontro consigo?

As férias de Mackenzie Allen Philip com a família na floresta do estado de Oregon tornaram-se num pesadelo. Missy, a filha mais nova, foi raptada e, de acordo com as provas encontradas numa cabana abandonada, brutalmente assassinada.
Quatro anos mais tarde, Mack, mergulhado numa depressão da qual nunca recuperou, recebe um bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à malograda cabana. Ainda que confuso, Mack decide regressar à montanha e reviver todo aquele pesadelo. O que ele vai encontrar naquela cabana mudará o seu mundo para sempre.

terça-feira, outubro 27, 2009

new smile, new life 79 . Amar, Conhecer e Transformar

"Um guerreiro não desiste do que ama, ele encontra o AMOR naquilo que faz." Nick Nolte como Sócrates em “O Caminho do Guerreiro Pacífico”


Conhecer algo é ir em direcção da diferença, ou seja, em direcção a este algo que não és tu.
Toda diferença é hostil; é uma negação do mesmo; é uma negação de ti próprio.

Neste sentido a vontade de saber, é o desejo de te tornares outro.

Tornares-te outro é negares-te; não querer o mesmo de que se é constituído.

Negares-te a ti próprio é doloroso e exige coragem. Nenhuma transformação se constrói sem dor. Da mesma forma, o impulso ao conhecimento é forjado por um sentimento, que é condição para uma transformação: O Amor.

Só se vai em direcção a algo, com afinco, se por ele temos Amor. Quero dizer: a condição para a aquisição de qualquer tipo de conhecimento é Amar.

Por exemplo:

Será que um estudioso de insectos, que faz da sua vida o seu ofício, não haverá de amar os insectos? Claro que sim. Será que qualquer estudante de filosofia, ávido por conhecimento, não haverá de amar a filosofia? Creio com muita certeza que sim.

Portanto, se queres a transformação, AMA, pois o que se ama conhece-se, e quando se conhece transforma-se. Esta é a fórmula mais antiga:

O AMOR.

O que não quer dizer que não rime com DOR. Quem AMA muito também sofre muito. Eu amo amar.

my advice for a new life

Aceitar é AMAR

A base para amar começa em aceitar, não os outros mas a aceitarmos o “EU”…

Não conseguimos amar se não nos amarmos a nós próprios e não nos conseguimos amar se não nos aceitarmos. Aceitarmo-nos com todos os nossos defeitos e todas as nossas qualidades.

Passamos demasiado tempo na culpa (passado) e no medo (futuro), quando AMAR está no agora, no MOMENTO.

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que perdi até hoje em não me aceitar?
- que pessoas não tenho mais na minha VIDA por não me AMAR?
- o que tenho que acreditar AGORA para me aceitar?
- quem já me ama? Quem posso amar ainda mais?

terça-feira, outubro 20, 2009

new smile, new life 78 . Síndrome de Procusto

"Muda os teus pensamentos e mudas o teu mundo." Norman Vincent Peale


Procusto, foi o apelido dado a Damastes, personagem da mitologia grega, que costumava atrair os viajantes solitários para a sua casa, oferecendo-lhes comida e abrigo para passarem a noite. Mas dava ao convidado para dormir uma cama de ferro propositadamente desadequada à estatura da sua vítima. Esta, mal adormecesse, era então acorrentada à cama e Procusto "acertava-a" então às medidas exactas do leito...

my advice for a new life

Viver a VIDA

Por mais artificial que isto te possa parecer, será que não gastamos um bom bocado da nossa energia emocional a tentar alterar ou "enquadrar" outras pessoas de diversas formas, embora menos drásticas?

Esperamos, com freqüência, que os outros vivam segundo nossos padrões e ideais, ajustando-se aos nossos conceitos de como eles deveriam ser. Ou então, assumimos a responsabilidade de torná-los felizes, bem ajustados e emocionalmente saudáveis.

A verdade é que grande parte dos atritos que existem nos relacionamentos acontecem quando tentamos impor a nossa vontade aos outros - quando tentamos administrá-los e controlá-los.

De tempos em tempos, em graus variados, assumimos responsabilidades que não nos pertencem. Tentamos dirigir a vida das outras pessoas, com a intenção de influenciar tudo, desde a dieta até a escolha das roupas, decisões financeiras e profissionais. Tomamos partido e ficamos excessivamente envolvidos, até encontrarmos ou criarmos problemas onde não existem para poder criticar e oferecer conselhos.

É preciso entender que ninguém muda até que assim o deseje, até estar disposto a mudar e a tomar as atitudes necessárias para efectuar a mudança. É por este motivo que o resultado de nosso "procustianismo" é, contudo, sempre o mesmo. Estamos destinados ao fracasso nos nossos esforços para controlar ou mudar alguém, não importa o quão nobres sejam as nossas intenções. Estamos destinados a terminar num turbilhão de emoções, tais como frustração, desilusão, culpa, etc.

E o que dizer das pessoas que tentamos orientar? Por outro lado, mostramos falta de respeito pelos seus direitos como indivíduos, privando-as da oportunidade de aprender através de suas próprias escolhas, decisões e erros. Em suma, o nosso relacionamento com aqueles com os quais declaramos preocuparmo-nos profundamente torna-se desarmonioso e forçado.

Permite aos outros que vivam a sua VIDA, enquanto Vives a TUA - Vive e deixa Viver...

terça-feira, outubro 13, 2009

new smile, new life 77 . O Sal

"Significados não são determinados pelas situações, mas nós determinamo-nos a nós mesmos pelos significados que damos às situações." Alfred Adler


Um velho Mestre pediu ao seu jovem aprendiz que se encontrava num estado de profunda tristeza que colocasse uma mão cheia de sal num copo com água e a bebesse.
- Qual o gosto? - Perguntou o Mestre.
- Muito mau! - disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levou-o a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e ali chegados o aprendiz atirou o sal ao lago. Então o velho Mestre disse:
- Bebe um pouco dessa água'. Enquanto a água escorria pelo queixo do jovem o Mestre perguntou:
- Qual o gosto?
- Muito bom! - disse o aprendiz.
- Sentes o gosto do sal? - Perguntou o Mestre.
- Não… - disse o jovem.
O Mestre então, sentou-se ao lado do seu jovem aprendiz, pegou-lhe nas duas mãos e disse:
- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando sentires dor, a única coisa que deves fazer é aumentar o sentido de tudo aquilo que está à tua volta; Dares mais valor ao que tens do que ao que perdeste.
Em outras palavras: É deixar de seres copo, para te tornares num Lago…

my advice for a new life

Mudar o SIGNIFICADO

Nós, eu, tu… o ser humano! somos criaturas de hábitos. Funcionamos por padrões. Não é ao acaso que há pessoas normalmente felizes ou normalmente infelizes.

Em um determinado momento das suas VIDAS essas pessoas DECIDIRAM ser felizes ou infelizes. Essa decisão foi influenciada sem qualquer dúvida por um significado e não por uma ou mais situações.

Como podemos mudar então o significado que atribuímos? A resposta é simples ainda assim menos fácil de concretização imediata, requer TREINO e persistência, mas acredita que vai mudar a Tua VIDA. A resposta é mudar as perguntas!

Ao mudares as perguntas que fazes a ti próprio vais mudar o teu focus; aquilo em que estás focado, concentrado. Ao mudares o teu focus mudas invariavelmente o significado que estás a atribuir. Quando o fizeres as tuas emoções mudam influenciando a forma como Vives a tua VIDA.

É a tua comunicação interna que condiciona o teu estado. Escolhe mudar as tuas perguntas…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que já tenho hoje na minha VIDA pelo qual que me posso sentir Grato?
- pelo que é que posso sentir ainda mais Grato?

Desafio:

Passa a escrever todos dias ao final do dia, cinco coisas pelas quais te sentes grato. Mantém este hábito durante pelo menos 21 dias consecutivos. Após esse período pergunta-te: “o que está diferente em mim e à minha volta desde que passei a viver ainda mais a Gratidão?”

terça-feira, outubro 06, 2009

new smile, new life 76 . A Banana

"Com o passado, não tenho nada para fazer, nem com o futuro. Eu vivo agora." Ralph Waldo Emerson

Um viajante resolveu passar algumas semanas num mosteiro do Nepal.
Certa tarde, entrou num dos muitos templos do mosteiro, e encontrou um monge, a sorrir, sentado no altar.
- Porque sorri? - perguntou ao monge.
- Porque entendo o significado das bananas - disse o monge, abrindo a bolsa que carregava, e tirando uma banana podre de dentro.
- Esta é a vida que passou e que não foi aproveitada no momento certo, agora é tarde demais.
Em seguida, tirou da bolsa uma banana ainda verde.
Mostrou-a e tornou a guardá-la.
- Esta é a vida que ainda não aconteceu, é preciso esperar o momento certo - disse.
Finalmente, tirou uma banana madura, descascou-a, dividiu-a com o viajante, e disse:
- Este é o momento presente.
Saiba vivê-lo sem medo…

my advice for a new life

VIVER o Agora

A história desta semana reforça a da anterior… A importância de vivermos o momento… no AGORA!

Por vezes esperamos demasiado para VIVER. Compramos aquela roupa e guardamos no armário para um dia especial… e se esse dia não chegar?

Escolhe VIVER cada dia, cada momento como se fosse especial, como se fosse único e VIVE-O no AGORA.

Foca os teus sentidos e os teus recursos no AGORA, não esperes para ser feliz quando esqueceres algo que fizeste ou que te fizeram no teu passado, de igual forma não condiciones a tua felicidade para quando tiveres algo que ainda não tens HOJE. Vive o AGORA como se fosse o teu último momento… Aceita e entrega-te incondicionalmente ao momento no AGORA.

A felicidade não está condicionada pelo teu passado, ou pelo teu futuro, apenas pela “história” que tu contas a ti próprio. A felicidade está no presente, no AGORA, no momento. Vive-se no AGORA. A felicidade não é o destino é o caminho… Onde estás? Aqui. Que tempo é este? Agora. O que és? Este momento.

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- como posso desfrutar ainda mais o AGORA?
- como posso aceitar ainda mais o AGORA?
- quem vai beneficiar ainda mais quando eu VIVER incondicionalmente no AGORA?
- quem vou ser ainda mais ao VIVER no AGORA?

quinta-feira, outubro 01, 2009

Livro do Mês:


A Bússola
Tammy Kling; John Spencer Ellis
Lua de Papel


Espiritualidades

Numa das mais belas estradas da Califórnia, Jonathan perdeu tudo o que mais amava. Foram apenas cinco segundos, o tempo de uma travagem tardia, de um acidente terrível. E depois a realidade, brutal, de segurar nos braços doridos um corpo pequenino, sem chama, sem vida. Muito longe dali, muitos meses mais tarde, voltamos a reencontrar Jonathan, ou o que resta dele. Um homem vazio, sem rumo, perdido no deserto, à espera da morte. Debaixo de um sol escaldante, a sua vida parece ter chegado ao fim, como uma profecia há muito anunciada. Mas alguém o socorre, uma mulher improvável, um mistério; e ali, naquela imensidão branca e deserta, Jonathan tem uma primeira revelação, dá o primeiro passo. Jonathan vai percorrer o mundo à procura da redenção. Guiado por uma mão poderosa, encontra ajuda onde menos espera: o desconhecido que o recebe numa cabana da floresta, o menino sábio que lhe abre o coração nas remotas montanhas da Transilvânia. E aos poucos, passo a passo, Jonathan redescobre a luz, e encontra o caminho.

terça-feira, setembro 29, 2009

new smile, new life 75 . O Tijolo

"Fluir com a vida quer dizer aceitação: deixar chegar o que vem e deixar ir o que se vai." Nisargadatta Maharaj

Um jovem e bem sucedido executivo dirigia, a alta velocidade o seu novo Ferrari. De repente e pela sua visão periférica vê um tijolo embater em cheio na porta lateral do seu Ferrari! Trava bruscamente e recua até ao local de onde teria vindo o tijolo.

Sai do carro e pega bruscamente numa criança, empurrando-a contra um veículo estacionado e gritou:
- "Por que é que foi aquilo? Quem és tu? Que asneira foi esta? Este é carro é novo e caro. Aquele tijolo que atiraste vai-me custar muito dinheiro. Porque fizeste isto?"

- "Por favor senhor desculpe-me!" -implorou o pequeno miúdo. "- Eu não sabia mais o que fazer! Ninguém estava disposto a parar para me ajudar."
Corriam já lágrimas pela sua cara, enquanto apontava na direcção dos carros estacionados.
- "É o meu irmão. Ele caiu da cadeira de rodas e eu não o consigo levantar."

Em soluços, a criança perguntou ao executivo:
- "O senhor poderia ajudar-me a voltar a colocá-lo na sua cadeira de rodas? Ele está magoado e é muito pesado para mim."

Movido internamente muito além das palavras, o jovem executivo engolindo "um imenso nó" dirigiu-se ao jovem, colocando-o de novo na cadeira de rodas. Tirou um lenço do seu bolso, limpou as feridas e os arranhões, enquanto verificava se tudo estava bem.

- "Obrigado e que Deus o abençoe" - agradeceu a criança.

O executivo ficou então a observar o menino enquanto ele empurrava o seu irmão em direcção a casa.

Foi um longo caminho de volta até ao seu Ferrari.... um longo e lento caminho de volta. O jovem executivo escolheu nunca reparar a porta amachucada. Deixou-a ficar assim para o lembrar de não ir tão rápido pela VIDA, sem que alguém precisasse de lhe atirar um tijolo para obter a sua atenção.


my advice for a new life

VIVER o Momento

Existem pessoas que vivem a VIDA sem nunca acordar!

Vivem ou no passado ou no presente. No que fizeram, no que não fizeram, como deveriam ter feito, como não deveriam ter feito, como vai ser, como não vai ser, como querem que seja, como não querem que seja… UFA!

É assim que queres VIVER?

Também durante alguma parte da minha VIDA vivi assim... e, foi preciso de facto um “tijolo” para acordar. Decidi então estar no presente e viver o momento. Passei a sentir sensações e emoções que até então pouco conhecia.

Não deixes que a VIDA te atire tijolos, decide hoje mudar o rumo da tua VIDA e começa a valorizar o momento, sente-o, vive-o, valoriza o que tens, valoriza os que tens na tua VIDA, ama-te incondicionalmente, ama incondicionalmente, sonha e vive os teus sonhos. Tudo isto no agora… no MOMENTO.


As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- em que tenho que acreditar para estar presente no momento?
- o que tenho que decidir mudar para VIVER o momento?
- em que pessoa me vou tornar quando VIVER no momento?
- como vai isso me influenciar e aos que me amam?

terça-feira, setembro 22, 2009

new smile, new life 74 . O Sapato

"Quando te tornas bom na arte de te desapegares do sofrimentos, passas então a perceber o que estavas a arrastar contigo. E com isso, que mais ninguém que não TU era o responsável." Bhagwan Shree Rajneesh



Um dia um homem já de certa idade apanhou um autocarro. Enquanto subia escorregou e um dos seus sapatos caiu para o lado de fora. A porta fechou-se e o autocarro arrancou; o que tornou impossível recuperar o sapato caído.
O homem tranquilamente retirou o outro sapato e atirou-o pela janela.

Um rapaz no autocarro, ao ver o que aconteceu e ao não poder ajudar o homem, perguntou:
- Vi o que o senhor fez. Por que atirou fora o seu outro sapato?

O homem prontamente respondeu:
- Para que quem os encontrar seja capaz de usá-los. Provavelmente apenas alguém necessitado dará importância a um sapato usado encontrado na rua. E de nada lhe adiantará apenas um sapato sem par.

my advice for a new life

Largar o Passado

Nesta pequena história podemos depreender que não vale a pena agarrarmo-nos a algo simplesmente para termos a sua posse.

Ao longo da tua vida vais perder muitas “coisas”. O sentimento de perda pode-te por vezes parecer penoso e injusto inicialmente, mas a perda só acontece de modo a que mudanças, na maioria das vezes positivas, possam ocorrer na tua VIDA.

Acumular sentimentos de perda do passado não faz de ti melhor e nem faz o mundo melhor. Todos temos que decidir constantemente deixar o passado no sítio dele: no passado!

O passado na tua VIDA tem apenas um único propósito; dar-te experiência e ensinamentos. Ensinamentos que deves usar no teu presente. Utilizá-los de forma negativa não te ajuda em nada, aliás limita-te! Agora se decidires, sim por a escolha é TUA, utilizares o teu passado, e o conhecimento que dele retiras-te, em teu proveito, TU vais mudar e contigo os que estão ao teu redor…

Uma das formas de te libertares do teu passado é olhares para o teu presente, viver o AGORA, o momento, e sentires-te GRATO por isso. Foca-te no que tens e não no que não tens! Foca-te no que ainda podes ter e no que tens TU que fazer para o alcançar. Decide tomar HOJE o comando do leme daquilo que é a tua VIDA!

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- que sentimentos carrego comigo do passado e que não me estão a beneficiar?
- o que posso já HOJE começar a acreditar que me vai beneficiar ainda mais?
- como posso utilizar os ensinamentos do meu passado ainda mais a meu favor?
- o que tenho já hoje, AGORA, na minha VIDA e pelo qual me posso sentir GRATO?


terça-feira, setembro 15, 2009

new smile, new life 73 . Sawabona Shikoba

“Tudo o que ensinas estás a aprender. Ensina apenas amor, e aprende que o amor é teu e tu és amor." Um Curso em Milagres
"Não é apenas o avanço tecnológico que marca o inicio deste milénio.
As relações afectivas também estão a passar por profundas transformações e a revolucionar o conceito de Amor.
O que se procura hoje é uma relação compatível com os tempos actuais, na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer em estar juntos, e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar.
A ideia de uma pessoa ser o remédio para a nossa felicidade, que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste início de século.
O amor romântico parte da premissa de que somos uma fracção e precisamos encontrar a nossa outra metade para nos sentirmos completos.
Muitas vezes ocorre até um processo de despersonalização que, historicamente, tem atingido mais a mulher.
Ela abandona as suas características, para se amalgamar ao projecto masculino.
A teoria da ligação entre opostos também vem dessa raiz: o outro tem de saber fazer o que eu não sei. Se sou calmo, ele deve ser agressivo, e assim por diante.
Uma ideia prática de sobrevivência, e pouco romântica, por sinal.
A palavra de ordem deste século é a comunhão. Estamos a trocar o Amor de necessidade, pelo Amor de desejo.
Eu gosto e desejo a companhia, mas não preciso, o que é muito diferente.
Com o avanço tecnológico, que exige mais tempo individual, as pessoas estão a perder o medo de ficarem sozinhas, e a aprender a conviver melhor consigo mesmas.
Elas estão a começar a perceber que se sentem fracção, mas são inteiras.
O outro, com o qual se estabelece um elo, também se sente uma fracção.
Não é príncipe ou salvador de coisa nenhuma.
É apenas um companheiro de viagem.
O que não deixa de ser maravilhoso e especial.
O homem é um animal que vai mudando o mundo, depois tem de ir se reciclando, para se adaptar ao mundo que fabricou.
Estamos a entrar na era da individualidade, o que não tem nada a ver com egoísmo.
O egoísta não tem energia própria; alimenta-se da energia que vem do outro, seja ela financeira ou moral.
A nova forma de Amor, ou mais Amor, tem uma nova feição e significado.
Visa a comunhão de dois inteiros, e não a união de duas metades.
E ela só é possível para aqueles que conseguem trabalhar a sua individualidade.
Quanto mais o indivíduo for competente para viver sozinho, mais preparado estará para uma boa relação afectiva.
A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Pelo contrário, dignifica a pessoa.
As boas relações afectivas são óptimas, são muito parecidas com o ficar sozinho, ninguém exige nada de ninguém e ambos crescem.
Relações de dominação e de concessões exageradas são coisas do século passado.
Cada mente é única. O nosso modo de pensar e agir não serve de referência para avaliar ninguém. Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gémea e, na verdade, o que fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto.
Todas as pessoas deveriam ficar sozinhas de vez em quando, de forma a estabelecer um diálogo interno e descobrir sua força pessoal.
Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo, e não a partir do outro.
Ao perceber isso, torna-se menos crítico e mais compreensivo quanto às diferenças, respeitando a maneira de ser de cada um.
O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável.
Nesse tipo de ligação, há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado.
Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, por vezes você tem de aprender a perdoar-se..."

Flávio Gikovate, Médico Psicanalista
http://www.flaviogikovate.com.br/site/index2.htm

Caso tenhas ficado curioso(a) em saber o significado de SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul que quer dizer: “Eu respeito-te, eu Valorizo-te, és importante para mim”.
Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA que significa:“Então eu existo para ti”

my advice for a new life

Amar

O amor incondicional é das coisas mais fáceis, e ao mesmo tempo, menos fácil de se atingir.
Exigimos dos outros que nos amem incondicionalmente, quando nós não nos amamos incondicionalmente.
Começa por amar-te incondicionalmente e observa à tua volta o resultado…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que me faz sentir feliz?
- porque me sinto GRATO?
- o que desfruto na minha VIDA?
- em que estou comprometido a SER ainda mais?
- quem amo? quem me ama?

terça-feira, setembro 08, 2009

new smile, new life 72 . Bambu Chinês

“Dentro de vinte anos vais-te sentir mais desiludido pelas coisas que não fizeste do que pelas coisas que fizeste. Assim, desfralda as velas ao vento, afasta-te do porto seguro. Aproveita os ventos alísios. Explora. Sonha. Descubre.” Mark Twain



Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê por aproximadamente 5 anos, excepto o lento desabrochar de um diminuto rebento, a partir do bolbo.
Durante 5 anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas... uma raiz de estrutura maciça e fibrosa, que se estende vertical e horizontalmente pela terra está em desenvolvimento.
Então, no final do 5º ano, o bambu chinês cresce podendo atingir a altura de 25 metros.

my advice for a new life

Perseverança

Muitas coisas na tua vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Trabalhas, investes tempo, esforço, fazes tudo o que podes para obteres o teu crescimento, e, às vezes, não vês nada por semanas, meses ou anos.
Mas se tiveres a perseverança para continuar a trabalhar, a acreditar e a agir, o teu 5º ano vai chegar e, com ele, a tua mudança...
Nada na natureza acontece saltando-se etapas, não é legítimo que assim seja. Tudo tem uma etapa de crescimento, que tem que ser lenta, firme e legítima.
O tempo é o teu marcador implacável, não deves deixar que trivialidades – como erros, ou falhas - espantem o teu objectivo maior... o teu SONHO!
Os erros e as falhas são um investimento, apenas são erros ou falhas se não aprenderes nada com eles.
Não deves desistir nunca do teu SONHO, porque mesmo que te leve uma VIDA, ao manteres o teu focus, ele vai-se realizar.
Dedicação e determinação vão fazer com que cada passinho que dás te conduza ao TEU destino maior, ao teu SONHO…
Acredita, persevera e AGE! A tua FELICIDADE está apenas ao TEU alcance…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- qual é o meu SONHO de VIDA?
- em que posso ACREDITAR ainda mais para tornar esse sonho ainda mais possível?
- que pequena acção posso tomar já HOJE?
- como me vou sentir quando concretizar o meu sonho?
- que pessoa vou ser ainda mais?

terça-feira, setembro 01, 2009

new smile, new life 71 . Fria ou Quente

"Todas as descobertas pessoais começam com uma mudança de crenças." Anthony Robbins


Um professor fez uma experiência com os seus alunos com o objectivo de lhes transmitir algumas lições de vida.
Colocou diante deles três recipientes com água com temperaturas diferentes - o primeiro com água bastante quente; o segundo com água gelada, e o terceiro com água morna. Convidou-os de seguida a medir a temperatura da água. Nesse momento um aluno mais observador comentou:
- Professor, como faremos essa experiência se não há nenhum termómetro para medir a temperatura?
- Aí é que está o sentido da nossa experiência, respondeu-lhe o professor.
- O termómetro a usar será a mão de cada um.
Chamou então um dos alunos e pediu-lhe que colocasse a mão no primeiro recipiente, com água quente, e logo em seguida no terceiro recipiente, com água morna. Depois disso perguntou-lhe:
- Como esta a temperatura no terceiro recipiente?
- Bastante fria - respondeu o aluno.
Logo depois o professor chamou um outro aluno, pediu-lhe que colocasse a mão na água gelada e em seguida na água morna e fez a mesma pergunta:
- Como está água?
- A água está bastante quente - respondeu o aluno.
Então o professor concluiu:
- A temperatura da água do terceiro recipiente é a mesma, porém as mãos dos alunos vinham de temperaturas diferentes, uma vinha da água quente e a outra da água gelada. Assim a água que estava morna foi sentida por cada um de maneira diferente, segundo o referencial usado.

my advice for a new life

Convicções

Porque fazes o que fazes?
Porque sentes o que sentes?
Os teus actos, as tuas atitudes, são directamente influenciados pelas tuas convicções, por aquilo em que acreditas. Assim como aquilo que sentes face a um acontecimento, a outras pessoas, à VIDA!

Esta semana, ao longo de uma Sessão de Team Coaching, que tive o privilégio de partilhar com três líderes, coloquei esta questão: “O que faz alguém diminuído, física ou psicologicamente, aos olhos da sociedade superar-se e obter Sucesso, e alguém, dito “normal” não? A conclusão foi unânime: aquilo em acreditamos!

E como podes decidir em quê acreditar? Através de PERGUNTAS!
São as TUAS Perguntas que direccionam o teu Focus, aquilo em que te vais Focar atribuis um determinado Significado, esse significado leva-te a viver determinadas Emoções, esse estado emocional vai condicionar ou potenciar o que estás a Viver, a experienciar! Em suma são as tuas perguntas que influenciam a Tua VIDA.

Nunca te aconteceu estares a sentir algo de menos bom em relação a um acontecimento ou a alguém? E já te aconteceu de um momento para o outro essa realidade mudar ao verificares que afinal “não era bem assim”? E nesse preciso momento aquilo que estavas a sentir mudou também? Isso foi possível porque aquilo em que acreditavas face a esse acontecimento ou a essa pessoa mudou…

As tuas perguntas poderosas:

- em que estou a acreditar face a esta pessoa ou a este acontecimento?
- estas convicções serviram-me no passado?
- ainda me servem HOJE?
- em que posso acreditar já HOJE que me sirva ainda melhor?

Livro do Mês:


Pode Curar a Sua Vida
Louise L. Hay
Editoria Pergaminho


Desenvolvimento Pessoal

Pode Curar a sua Vida é o maior best-seller da área do desenvolvimento pessoal e um livro de referência indispensável para todas as pessoas interessadas em ser tudo aquilo que podem - e merecem - ser. A mensagem que transmite é muito simples e não tem segredos: os nossos pensamentos criam as nossas realidades; aquilo em que acreditamos profundamente torna-se realidade para nós. Há mais de 25 anos que Louise Hay tem vindo a praticar e a ensinar este princípio transformador, que tem ajudado dezenas de milhões de pessoas em todo o mundo a alcançar a felicidade que lhes pertence por direito. Este livro revolucionário e inspirador é uma introdução perfeita à filosofia de Hay, que irá certamente curar - e transformar - a sua vida!

Críticas de imprensa:
«Louise Hay é a rainha do New Age. É uma das autoras de maior sucesso de sempre, e sem dúvida a mais interessante.» The New York Times

terça-feira, agosto 25, 2009

new smile, new life 70 . Dormir enquanto os Ventos Sopram

"Planear é trazer o futuro para o presente de modo que possas fazer algo sobre ele (futuro) AGORA." Alan Lakein


Há alguns anos atrás, um lavrador que possuía terras ao longo do litoral Brasileiro, estava constantemente a precisar de empregados. A maioria das pessoas estavam pouco dispostas a trabalhar em herdades ao longo do Atlântico. Temiam as horrorosas tempestades que varriam aquela região, faziam estragos nas construções e nas plantações. Quando procurava por novos colaboradores, recebia sempre muitas respostas negativas. Finalmente um dia, um homem baixo e magro, de meia-idade, apareceu a canditar-se ao lavrador.

- Você é bom a trabalhar a terra? perguntou o lavrador
- Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram, respondeu o pequeno homem.
Embora confuso com a resposta, o lavrador, desesperado por ajuda, empregou-o. O pequeno homem trabalhou bem ao redor da herdade, mantendo-se ocupado desde o alvorecer até ao anoitecer, o que deixava o lavrador muito satisfeito com o seu trabalho.

Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente. O lavrador pulou da cama, agarrou uma lanterna e correu até o alojamento dos empregados. Sacudiu o pequeno homem e gritou:
- Levante-se! Aproxima-se uma tempestade! É necessário que amarrar as coisas antes que sejam arrastadas!

O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente:

- Não senhor. Eu disse-lhe, eu posso dormir enquanto os ventos sopram.
Enfurecido pela resposta, o lavrador estava tentado a despedi-lo imediatamente. Em vez disso, apressou-se a sair para preparar o terreno para a tempestade. Do empregado, trataria depois!

Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno para os animais estavam cobertos com lonas firmemente presas ao solo. Os animais estavam bem protegidas no estábulo, as galinhas na capoeira, e todas as portas muito bem travadas. As janelas bem fechadas e seguras. Tudo tinha sido amarrado.

Nada poderia ser arrastado. O lavrador então entendeu o que seu empregado lhe tinha querido dizer, então voltou para a sua cama para também dormir enquanto o vento soprava.

my advice for a new life

Agir

Esta história, diz-te que quando estás preparado - espiritualmente, mentalmente e fisicamente - não tens nada a temer.

É curioso, dormir nesta metáfora querer dizer ACÇÃO…

Onde acção significa ter um plano, saber onde se está, de onde se veio e para onde (e quando) se quer ir.

Pergunto-te: podes dormir enquanto os ventos sopram na tua vida? Espero durmas bem!

As tuas perguntas poderosas:

- que objectivo ambicioso pretendo alcançar?
- que pequena acção posso tomar já hoje?
- que plano preciso ter para o alcançar em segurança?